JPP critica Governo Regional por gestão florestal “completamente absurda”

JPP critica Governo Regional por gestão florestal “completamente absurda”

O JPP criticou o executivo da Madeira por praticar uma gestão florestal “completamente absurda”, em que já se gastou mais de 30 milhões de euros, onde se erradica espécies invasoras altamente inflamável para depois voltar a planta-las em zonas de risco de incêndio.

O partido, através de Rafael Nunes, acusou o Governo Regional de revelar “desconhecimento profundo” sobre as espécies que se estão a disseminar, e que apesar das promessas a Madeira continua com “reservas sem planos de gestão, sem linhas de monitorização para as espécies e habitais prioritários”, a “aguardar contratação de sapadores florestais, e na actualização da carreiras dos vigilantes da natureza”.

Durante a sessão plenária que se está a realizar na Assembleia Legislativa da Madeira o deputado do JPP, Rafael Nunes, alertou para a degradação do património, e ainda sobre o “abate ilegal e ineficaz” das espécies da fauna endémica, “sem que se tenha feito um estudo de viabilização” e “sem qualquer medias” de afugentamento e sem “compensação para os agricultores”.

O artigo foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior Proteção Civil regista 19 incêndios esta manhã
Próximo Sustentabilidade Económica dos Espaços Ordenados e Protegidos discutida nos Arcos

Artigos relacionados

Nacional

Governo dos Açores já pagou 700 mil euros a 300 agricultores afetados pela seca de 2018

O secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte anunciou esta quinta-feira, na ilha Terceira, que já foram pagos 700 mil euros a 300 agricultores afetados pela seca verificada em 2018 e que provocou prejuízos na produção das culturas de milho forrageiro, […]

Dossiers

Compras portuguesas de cereais estão seguras. Consumo já cai e volta ao bairro

Nos canais de comercialização, governo diz que consumidores estão a virar-se para lojas de proximidade, que estão a aumentar volume de negócios. […]

Últimas

Produção de azeitona para azeite pode sofrer quebra superior a 20%

A produção de azeitona para azeite deverá registar, este ano, uma quebra que pode superar 20% em algumas regiões, mas na próxima campanha e até 2022 poderá atingir 180 mil toneladas, […]