IPMA caracteriza áreas de empréstimo de areia para alimentar praias

IPMA caracteriza áreas de empréstimo de areia para alimentar praias

[Fonte: IPMA]

IPMA caracteriza áreas de empréstimo de areia para alimentar praias

Amostragem com vibro-corer2019-02-22 (IPMA)

O projeto CHIMERA, financiado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR-09-2016-48), foi desenvolvido com o objetivo principal de identificação e caracterização de quatro manchas de empréstimo para recolha de areia (Costa da Caparica, Espinho-Torreira, Barra-Mira, Figueira da Foz – Leirosa) na plataforma continental proximal com o intuito de virem a ser utilizadas em intervenções de alimentação artificial de praias em zonas sensíveis à erosão costeira. A Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. (APA) (entidade adjudicante do projeto), contratou a parceria Xavi-Sub – Mergulhadores Profissionais Lda. – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P. (IPMA, I.P.) para a realização deste projecto.

Este projeto contou com uma vasta equipa técnica para as diversas tarefas, nomeadamente levantamento hidrográfico – batimetria e retrodispersão acústica, levantamento de sísmica de reflexão ligeira – sonda paramétrica e dados multicanal, amostragem para caracterização dos sedimentos e ainda a identificação de estruturas arqueológicas com base em dados magnéticos.

A caracterização de manchas de empréstimo assume um papel importante se considerarmos que a erosão costeira é responsável pela remobilização dos sedimentos, o que acarreta impactos ambientais e económicos. Esta caracterização multidisciplinar permitiu estimar o volume de areia com determinadas características (e.g., tamanho do grão, composição mineralógica, percentagem de cascalho e de fração fina, teor em carbonatos, grau de contaminação em conformidade com a Portaria n.º 1450/2007) que serão recomendadas para alimentar as praias e assim atenuar os efeitos da erosão.

As campanhas de aquisição de dados de batimetria, sísmica, retrodispersão acústica e dados magnéticos foram realizadas a bordo das embarcações do IPMA Diplodus e Noruega com uma duração de 56 dias. Foram adquiridos 434km de sísmica (monocanal e multicanal) e 1222km de batimetria, retrodispersão acústica e dados magnéticos. A amostragem de sedimentos ficou a cargo da empresa Xavisub, tendo sido recolhidas 128 amostras de superfície e 66 vibrocores (no total das 4 áreas).

Imagens associadas

  • Backscatter da area Costa-Caparica
    Backscatter da area Costa-Caparica
  • Linha sismica Monocanal (sonda paramétrica) adquirida, após processamento
    Linha sismica Monocanal (sonda paramétrica) adquirida, após processamento
  • Analise de sedimentos usando lupa
    Analise de sedimentos usando lupa
  • Anomalia magnética da área Espinho-Torreira
    Anomalia magnética da área Espinho-Torreira

Siga-nos no:

Comente este artigo

O artigo IPMA caracteriza áreas de empréstimo de areia para alimentar praias foi publicado originalmente em IPMA

Veja a previsão do tempo e oportunidade para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta 

Anterior Governo prevê para este ano 160 milhões de euros para prevenção
Próximo ​Maior abelha do mundo redescoberta na Indonésia

About author

Artigos relacionados

Últimas

Agricultura e Florestas

Governo não tem saquinhos de dinheiro para atribuir aos agricultores porque os deu aos sindicatos
O CDS, desde abril de 2017 que tem vindo a alertar para a necessidade de medidas de apoio extraordinárias aos agricultores, mas o ministro Capoulas Santos teima em ignorar esta realidade! […]

UE - Instituições e EM

Adiamento do Quadro Financeiro Plurianual e impacto na reforma da PAC

O Conselho Europeu anunciou o adiamento das decisões sobre o Quadro Financeiro Plurianual para o final de 2019.

Dossiers

Conferência Estratégia Nacional e Plano de Ação de Combate ao Desperdício Alimentar – 16 Outubro – Lisboa

CONVITE
No Dia Mundial da Alimentação, a Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar convida a estar presente na sessão pública de debate e divulgação de iniciativas da Estratégia Nacional e Plano de Ação de Combate ao Desperdício Alimentar.
A sessão decorre em Lisboa, no dia 16 de outubro, […]