Guerra comercial inflaciona preço das maçãs na China

Guerra comercial inflaciona preço das maçãs na China

[Fonte: O Jornal Económico]

O preço das maçãs na China subiu quase 30% desde o inicio do mês de junho. Este é apenas mais um exemplo do aumento de preços no setor alimentar devido à guerra comercial com os Estados Unidos, revela o canal televisivo “CNBC”, esta quinta-feira.

Segundo a plataforma de e-commerce chinesa Dada-JD Daojia, as vendas de fruta naquele país estão em queda. No final do mês de abril, meio quilo de maçãs custava cerca de 11.81 yuan (1,50 euros). Agora o preço aumentou, situando-se nos 15,19 yuans (1,93 euros).

Como resultado desta subida, entre abril e o início de junho, as vendas de maçãs no site caíram 5,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A “CNBC” informa também que o ministério do comércio da China já emitiu um comunicado que garante que este aumento nos preços será apenas temporário.

De acordo com os dados do governo de Xi Jinping, divulgados esta quarta-feira, o índice de preços ao consumidor subiu em maio 2,7%, o maior aumento em mais de um ano, impulsionado pelo acréscimo de 18,2% nos preços da carne e de 26,7% nos preços da fruta.

Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, entre abril e maio, devido à neve, chuva forte e granizo, as plantações de maçã nas principais províncias produtoras chinesas ficaram altamente danificadas resultando numa queda na produção deste fruto de 25%, o valor mais baixo em nove anos, segundo o relatório da agência.

Comente este artigo

O artigo Guerra comercial inflaciona preço das maçãs na China foi publicado originalmente em O Jornal Económico

Anterior Conferência da Alltech debateu desafios globais da agricultura e pecuária
Próximo El FEGA actualiza a finales de mayo las imágenes de satélite en parcelas agrícolas del Sigpac

Artigos relacionados

Nacional

BPI e John Deere reforçam parceria

[Fonte: Voz do Campo]

O BPI e a John Deere assinaram a renovação do seu protocolo de colaboração para facilitar o financiamento da aquisição de máquinas e alfaias agrícolas da marca norte-americana, apoiando os agricultores portugueses nos seus investimentos destinados à modernização da produção agrícola. […]

Últimas

Será que a modernização das explorações e a melhoria dos rendimentos dos agricultores nos últimos 15 anos levou ao crescimento do setor? – Francisco Avillez

1.  Introdução
São inegáveis as melhorias apresentadas pela agricultura portuguesa nestes últimos anos, as quais consistiram na introdução de novas culturas, na difusão de novas tecnologias, numa utilização mais eficiente dos recursos disponíveis, numa maior e melhor organização da produção, numa maior qualificação técnico-profissional do respectivo tecido empresarial e na cobertura de novos mercados nacionais e internacionais. […]

Nacional

IFD e Novo Banco assinam empréstimo de 40 milhões para financiar empresas portuguesas

[Fonte: ECO]
A Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), mais conhecida como banco de fomento, e o Novo Banco assinaram esta quarta-feira, no Ministério da Economia, em Lisboa, um contrato de empréstimo de 40 milhões de euros para financiar empresas portuguesas.
De acordo com o comunicado conjunto do Ministério da Economia, […]