Governo vai antecipar pagamentos da Política Agrícola Comum para aliviar produtores

Governo vai antecipar pagamentos da Política Agrícola Comum para aliviar produtores

[Fonte: Correio da Manhã]

O ministro da Agricultura anunciou hoje, em Santarém, a antecipação dos pagamentos do primeiro e do segundo pilares da Política Agrícola Comum (PAC), relativos à produção agrícola e ao desenvolvimento rural, “para melhorar a situação de tesouraria” dos produtores.

Capoulas Santos, que hoje inaugurou a 54.ª Feira Nacional da Agricultura/64.ª Feira do Ribatejo, que decorre no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém, até dia 18, afirmou que, no caso do segundo pilar, os agricultores vão receber, “com pelo menos três meses de antecedência, os pagamentos a que têm direito este ano, por forma a melhorar a situação de tesouraria”.

“Podemos adiantar 75% dos pagamentos do segundo pilar da PAC, o que significa pagamentos que atingirão valores na ordem dos 300, 400 milhões de euros”, disse, acrescentando que no caso do primeiro pilar da PAC, vai propor no Conselho de Ministros da Agricultura da União Europeia, em julho, que o adiantamento passe de 50% para 70%, “ou seja, outros 600 milhões de euros”.

Comente este artigo

O artigo Governo vai antecipar pagamentos da Política Agrícola Comum para aliviar produtores foi publicado originalmente em Correio da Manhã

Anterior Ministro da Agricultura enaltece a maior Feira Agrícola do país
Próximo Porque não um “ Alqueva” ribatejano?

Artigos relacionados

Últimas

Deputados da comissão de Defesa visitam sexta-feira dispositivo militar

Lisboa, 22 jun (Lusa) – Deputados da comissão de Defesa Nacional deslocam-se na sexta-feira à região mais afetada pelos incêndios florestais para conhecer as missões que os militares estão a desempenhar no local, no apoio ao dispositivo de combate aos fogos.

Comente este artigo […]

Últimas

CGTP-IN rejeita o Acordo Económico e Comercial Global UE-Canadá

[Fonte: Agricultura e Mar]
A CGTP-IN reitera que o Acordo Económico e Comercial Global UE-Canadá (CETA) “merece a sua clara oposição”. Aqueles sindicalistas dizem que a entrada em vigor provisória do Acordo constitui “uma manobra ilegítima da União Europeia sobre os Estados-membros no sentido de o considerar como um facto consumado, […]

Nacional

Notas da semana de Marques Mendes

[Fonte: Jornal De Negócios]

1. Balanço: é o oitavo ataque concretizado na Europa, através de atropelamento, no espaço de um ano. O que é preocupante:• Mostra que o Daesh não morreu. Pode estar enfraquecido na Síria ou no Iraque, mas compensa essa debilidade actuando na Europa.• […]