Governo proíbe queimadas até terça-feira

Governo proíbe queimadas até terça-feira

[Fonte: O Jornal Económico]

O Governo assinou esta sexta-feira um despacho que proíbe a realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração entre sábado e terça-feira, nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal.

Esta decisão conjunta do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, surge na sequência das previsões meteorológicas que dão para o continente temperaturas superiores a 30º a partir de sábado e elevado risco de incêndio.

Numa nota, o Governo destaca que esta decisão resulta das informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) sobre o agravamento do risco de incêndio para a globalidade do território do continente.

Decorre ainda do aviso à população da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANPC) sobre o perigo de incêndio rural, do comunicado técnico-operacional da ANPC que determina a passagem ao Estado de Alerta Especial Amarelo do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais nos distritos de Beja, Évora e Faro.

“Do comunicado técnico-operacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil que determina a passagem ao Estado de Alerta Especial Azul, que passará a ‘Amarelo’ às 00:01 de domingo, do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais nos distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal”, adianta a mesma nota.

Miguel A. Lopes/Lusa

Comente este artigo

O artigo Governo proíbe queimadas até terça-feira foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior Se anima la actividad en vacuno pero sin repercutir en los precios
Próximo Se va cerrando el plazo de la PAC: Qué gestiones se pueden hacer hasta el cierre definitivo el 31 de mayo

Artigos relacionados

Nacional

Seca. “É necessário uma reinvenção” na agricultura

[Fonte: Rádio Renascença]

Veja também:

É preciso preparar o futuro na agricultura para se enfrentar as alterações climáticas, defende Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da Confederação dos Agricultores e Portugal (CAP).
Convidado do programa As Três da Manhã, Oliveira e Sousa admite que “há […]

Ofertas

Oferta de emprego – Hortofrutícola (M/F) – Angola

O nosso cliente é o principal player a operar em Luanda na produção e distribuição de produtos Hortofrutícola. No seguimento da sua estratégia de crescimento sustentado, pretende recrutar: Engenheiro Agrícola – Luanda (m/f).

Internacional

Se acerca la hora de pedir las ayudas de la PAC: los cambios para los agricultores (II)

[Fonte: Agropopular – UE]
Mercedes Morán, ex-directora general de Política Agraria Comunitaria de la Junta de Extremadura y miembro del equipo de expertos de la PAC.
Estos son los cambios que afectan en la próxima Solicitud Única de 2019 a la actividad agraria, […]