Governo anuncia 190 milhões de euros de apoios financeiros à agricultura

Governo anuncia 190 milhões de euros de apoios financeiros à agricultura

[Fonte: O Jornal Económico]

O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, anunciou nesta quarta-feira, 6 de Fevereiro, que deverá estar disponível a partir de junho um novo programa de financiamento à agricultura nacional, em complemento ao Programa de Desenvolvimento Rural PDR 2020. O novo programa de financiamento resulta de um acordo estabelecido com o Banco Europeu de Investimento (BEI), através do qual serão disponibilizados 190 milhões de euros para financiar projetos que ultrapassem a dotação do PDR 2020.

“Negociámos com o Banco Europeu de Investimento, uma forma de financiamento ao setor, através do qual o BEI disponibilizará 190 milhões de euros, e o Ministério da Agricultura, através do PDR 2020, garantirá um financiamento para a garantia destes empréstimos na ordem dos 20 milhões”, explicou o ministro durante a visita à feira Fruit Logistica, que hoje abriu as portas em Berlim.

Segundo Capoulas Santos, trata-se de um apoio reembolsável, com juros o mais baixo possível e até três anos de carência.

Acompanhado do secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, o titular da pasta da Agricultura visitou os expositores nacionais, a maior parte dos quais (37) integra a Portugal Fresh, organização de produtores vocacionada para o mercado externo. A Fruit Logistica é o maior evento mundial do setor hortofrutícola e tem vindo a acolher uma participação nacional cada vez mais expressiva, reveladora da dinâmica de crescimento da produção nacional.

Os resultados do setor hortofrutícola mantêm uma trajetória de crescimento sistemático, tendo a produção atingido os 2.500 milhões de euros em 2017, dos quais uma fatia de 41% seguiu o caminho da exportação. Em 2018, estima-se que o valor das exportações hortofrutícolas tenha atingido os 1.500 milhões de euros, que correspondem a 50% do total do volume de negócios.

Desde que assumiu funções, este Governo abriu já 15 mercados para 45 produtos de origem vegetal e está igualmente a negociar a abertura de outros 18 mercados para viabilização da exportação de mais 50 produtos da área vegetal. África do Sul, China, Indonésia e Coreia do Sul são os mercados prioritários. Estes números resultam de uma forte aposta do Governo na internacionalização, que contrasta com os resultados alcançados pelo anterior Executivo (três mercados abertos para sete produtos ao longo de toda a legislatura).

Comente este artigo

O artigo Governo anuncia 190 milhões de euros de apoios financeiros à agricultura foi publicado originalmente em O Jornal Económico

Anterior Vasco Cordeiro diz ser ”inevitável” entendimento entre parceiros do leite nos Açores
Próximo Governo e BEI garantem apoio a agricultores fora dos fundos comunitários

Artigos relacionados

Nacional

Questionário: Saúde Ocupacional aplicada aos Agricultores

Este questionário pretende avaliar as condições de trabalho na área da Agricultura. A sua participação é voluntária e anónima. Dado ser um inquérito realizado on line (na internet), nenhum profissional (ou empresa) serão identificados, pelo que poderá ser totalmente sincero(a) nas suas respostas.
Agradecemos  a sua colaboração e poderá consultar em 2018 os resultados globais, […]

Nacional

Casa Ferreirinha e Sandeman distinguidas internacionalmente pela sustentabilidade

[Fonte: Vida Rural]

A Casa Ferreirinha e a Sandeman foram distinguidas, nos EUA, no âmbito do ‘2019 International Award of Excellence in Sustainable Winegrowing’, distinção atribuída pelo Botanical Research Institute of Texas (BRIT). Numa nota enviada às redações, a Sogrape Vinhos refere que esta é […]

Vídeos

ANPROMIS: «O milho é uma cultura muito relevante», entrevista a José Pedro Salema, presidente da EDIA

[Fonte: ANPROMIS]

“José Pedro Salema, presidente da EDIA, considera o milho uma boa alternativa para o regadio de Alqueva no contexto da desejada diversidade agrícola da região e revela que nos próximos 4 anos «vamos ter um grande frenesim de obras para alargar Alqueva até aos 170.000 hectares».” […]