Faça Chuva Faça Sol – T.3 Ep.36

Faça Chuva Faça Sol – T.3 Ep.36

A cultura da amêndoa está em expansão, conquistando não só agricultores experientes vindos de doutras fileiras, mas, sobretudo, investidores internacionais que veem em Portugal ótimas condições para a produção deste fruto seco. A aposta é feita em zonas sem grande tradição no cultivo de amêndoa como é o caso de Castelo Branco, e promete revolucionar o interior do país. Fomos conhecer o projeto luso-brasileiro do Grupo Vera Cruz que já conta com 1.500 hectares de amêndoa, dispersos pela Beira Baixa. A construção de uma fábrica de descasque e processamento de amêndoa é uma das componentes essenciais deste projeto, para criar valor acrescentado. No Alentejo, ficamos a saber mais sobre o investimento da família Ortigão Costa na amêndoa, enquanto estratégia de diversificação do negócio. Já na região transmontana que se mantém, para já, como a maior produtora deste fruto seco no país, assiste-se a uma renovação dos amendoais. Terminamos em Idanha-a-Nova, onde está a surgir mais um grande investimento internacional levado a cabo pela Duck River Agriculture.

→ Veja aqui o episódio ←

Faça Chuva Faça Sol – T.3 Ep.35

Comente este artigo
Anterior Linha de crédito flores 2020 e intemperies 2020: Alargamento prazo candidatura
Próximo 2020-30: Uma década determinante para a modernização da agricultura - Luís Mira

Artigos relacionados

Últimas

Noruegueses querem produzir atum em aquacultura na ilha cabo-verdiana de São Vicente

A empresa norueguesa Nortuna prevê instalar uma unidade de produção em larga escala de atum em aquacultura na ilha de São Vicente, criando mais de 400 empregos, anunciou hoje o primeiro- […]

Notícias florestas

Americano que previu tragédia arrasa combate aos incêndios

Autor de relatório sobre fogos em Portugal acusa os bombeiros de não saberem apagar fogos ou fazer rescaldo em condições.

O especialista americano que em 2009 previu que Portugal poderia vir a ter fogos de grandes dimensões, como os que queimaram mais de 500 mil hectares de floresta no ano passado, voltou esta sexta-feira a Lisboa para um novo diagnóstico […]