Extinção de plantas atingiu proporções “assustadoras”, alertam cientistas

Extinção de plantas atingiu proporções “assustadoras”, alertam cientistas

[Fonte: O Jornal Económico]

O maior estudo realizado à escala global sobre o estado das plantas, divulgado esta segunda-feira pela revista científica “Nature“, alerta para o ritmo desenfreado de extinções de várias espécies de plantas no Planeta Terra.

O relatório, que faz o maior levantamento de dados sobre as plantas a nível mundial, calcula que 571 espécies desapareceram desde 1750 e que, desde 1900, quase três espécies de plantas que produzem sementes desapareceram por ano – i.e. 500 vezes mais rápido do que é habitual.

Os cientistas que participaram do trabalho afirmam que a estimativa é “assustadora” e pode estar muito abaixo da realidade, já que alguns países não foram estudados minuciosamente.

A desflorestação e o uso de grandes porções de terra pelo agronegócio são apontados como as principais causas das extinções. Há, ainda, milhares de espécies de plantas impossibilitadas de se reproduzirem, seja pela extinção de animais que ajudavam a espalhar sementes ou pela morte de toda a população de um dos sexos, o que tende a ampliar ainda mais os números nos próximos anos.

Um dos planos apresentados é determinar quais espécies são mais vulneráveis para que se evite novas perdas na flora mundial através de medidas que contornem a degradação da biodiversidade. A dificuldade em identificar o fenómeno de maneira nítida, se comparado à extinção de animais, torno o diagnóstico do problema mais complicado.

Em maio, a Organização das Nações Unidas alertou que um milhão de espécies de animais e plantas estão em risco de extinção.

Os autores do trabalho publicado na “Nature” compararam o quadro da crise entre diferentes locais do planeta. O estado norte-americano do Havaí lidera a lista mundial com 79 espécies extintas, enquanto a África do Sul soma 37.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior Quase 600 plantas extintas em 250 anos. “Más notícias para todas as espécies”
Próximo Mais de 4.200 fogos consumiram 7.800 hectares de terreno desde o início do ano

Artigos relacionados

Comunicados

PS, PSD e CDS comprometem-se a priorizar agricultura no próximo mandato

No debate promovido pela CAP, PS, PSD e CDS deixaram a garantia de que a Agricultura é um tema relevante nas suas agendas políticas, destacando como prioridades para a próxima legislatura o financiamento ao sector, a reforma da floresta e a gestão eficiente dos recursos hídricos. Agricultores disponíveis para “pontes de diálogo” com todos os partidos. […]

Nacional

Produção na batata de regadio e de tomate para a indústria aumenta 15%

A produção de batata de regadio e de tomate para a indústria deverão aumentar 15%. Estas são as previsões do Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – […]

Opinião

A Propriedade Industrial no Acordo Comercial Mercosul-União Europeia – João Francisco Sá

O acordo comercial entre os
blocos regionais do Mercosul (Argentina,
Brasil, Paraguai e Uruguai e vários outros estados associados) e a União Europeia – […]