Empresas florestais defendem que sejam os contribuintes a pagar a limpeza de terrenos privados

Empresas florestais defendem que sejam os contribuintes a pagar a limpeza de terrenos privados

[Fonte: O Jornal Económico]

Os proprietários dizem que não têm dinheiro para limpar os seus terrenos florestais, no âmbito do programa de prevenção dos incêndios.

A Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA) defende que o dinheiro dos contribuintes deve ser usado para limpar os terrenos privados.´

“Se isto é uma questão de proteção civil, terá toda a sociedade civil de encontrar uma maneira de ajudar a financiar essas limpezas. Enquanto isso não acontecer, o proprietário não ganha dinheiro, por si só, com a floresta, para andar a limpar todos os anos”, defendeu o presidente da ANEFA Pedro Serra Ramos em entrevista à rádio TSF.

O dirigente aponta que não é preciso aumentar a carga fiscal bastando usar parte das receitas do Impostos sobre os Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) na limpeza das florestas privadas.

“O problema é que nós temos um imposto que é o Fundo Florestal Permanente, que é taxado sobre os combustíveis, que teoricamente deveria servia para ajudar esse tipo de situações e na realidade está a ser gasto com outras questões que deviam fazer parte do orçamento geral do Estado e não fazem. Se calhar teremos de passar esse dinheiro para um apoio aos proprietários que têm faixas a limpar, para os ajudar a fazê-lo todos os anos”, defende o presidente da ANEFA.

Comente este artigo

O artigo Empresas florestais defendem que sejam os contribuintes a pagar a limpeza de terrenos privados foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior Pedro Marques “agradece” ao PSD estar a valorizar o debate das propostas do PS
Próximo Luís Silva, diretor executivo da ASCENZA

Artigos relacionados

Eventos

XX Edição do Congresso de Zootecnia – 5, 6 e 7 de Abril de 2018 – Vila Real

A Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica (APEZ) com a realização do seu I Encontro Nacional na Universidade de Évora, em 16 e 17 de 1988, verificou-o enorme interesse da classe por estudar e aprofundar os assuntos relacionados com a Zootecnia: Etologia, Melhoramento Genético, Nutrição, Reprodução, Economia e Planeamento, […]

Últimas

Ministério da Agricultura antecipa pagamentos de 471 milhões

[Fonte: Público]
30 de Outubro de 2018
Antecipação de apoios, previstos para 31 de Dezembro, foram anunciados hoje pelo ministério de Capoulas Santos e incluem Açores e Madeira
O Ministério da Agricultura, através do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), vai proceder, […]

Nacional

CDS-PP questionou o Governo sobre Exportação e taxas DGAV e Hidroponia

O Grupo Parlamentar do CDS-PP questionou o Governo sobre Exportação e taxas DGAV e Hidroponia.
Numa pergunta dirigida ao Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, os deputados do CDS-PP questionam:

Quais os critérios que estiveram na base de um aumento de 100% do valor do certificado de exportação? […]