“É preciso resposta por parte da investigação”

“É preciso resposta por parte da investigação”

[Fonte: Voz do Campo]

Ana Paula Carvalho, DGAV

O atual momento, com a retirada de substâncias ativas do mercado e a dificuldade em encontrar outras que as substituam obriga a uma mudança de paradigma. É preciso resposta por parte da investigação de modo a que tenhamos novas soluções para a cultura do arroz. Há esperança nalguns produtos que estão no pipeline a nível comunitário, que possam surgir não a curto mas a médio prazo. Até lá é preciso encontrar soluções urgentemente.

Comente este artigo

O artigo “É preciso resposta por parte da investigação” foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior “Não há espaço para amadorismos”
Próximo “O nosso serviço ao cliente é muito focado na componente técnica”

Artigos relacionados

Nacional

Crédito Agrícola patrocina VII Mercado Gourmet

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

De 8 a 10 de Março, decorre no Campo Pequeno, em Lisboa, entre as 12h00 e as 21h30, o “Mercado Gourmet”, iniciativa dedicada à comercialização e divulgação «da melhor oferta de produtos gastronómicos das várias regiões de Portugal continental e ilhas». […]

Nacional

Nanotecnologia pode reduzir uso de agroquímicos

[Fonte: Vida Rural]

Um grupo formado por oito instituições académicas está a investigar a utilização da micro e da nanotecnologia em produtos de proteção de plantas para reduzir o uso de agroquímicos convencionais. O estudo avalia as potencialidades desses sistemas no controle de pragas em agricultura a partir da avaliação da atividade biológica dos alvos, […]

Eventos

4º Congresso Mundial de Bioestimulantes – 18 a 21 de novembro – Barcelona

[Fonte: Voz do Campo]
A quarta edição do Congresso Mundial de Bioestimulantes será realizada de 18 a 21 de novembro de 2019 no Fairmont Rey Juan Carlos I – Palau de Congresos da Catalunha, em Barcelona
De acordo com a organização, […]