Diminui efetivo reprodutor suíno em 2018

Diminui efetivo reprodutor suíno em 2018

[Fonte: Voz do Campo]

Já são conhecidos os dados do período de Declarações de Existências de Dezembro de 2018. Registou-se um censo total de 2.153.669 suínos em Portugal, um aumento de 2% face ao mesmo período de 2017, mas uma diminuição do número de explorações com declarações válidas, na ordem dos 11%, registando-se agora um total de 5.301 explorações nacionais.

Como dado negativo, regista-se a diminuição do número de porcas reprodutoras para 193.011, uma diminuição de 1,4% face ao período de DES de Agosto e de 1,6% em relação a Dezembro de 2017.

Por outro lado o número de porcos para abate aumentou. Em Dezembro de 2018 registaram-se um total de 1.928.735 porcos para abate, um aumento de 5,2% face ao período de Agosto e um aumento de 1,9% em relação ao período homólogo de 2017.

Este aumento do número de animais nas explorações também não é um indicador positivo, uma vez que traduz o efeito sazonal que caracteriza os finais de ano, da dificuldade de escoar a produção nacional.

Comente este artigo

O artigo Diminui efetivo reprodutor suíno em 2018 foi publicado originalmente em Voz do Campo

Anterior El presidente de La Rioja pide a Phil Hogan que “no se recorten fondos de la PAC”
Próximo La Rioja presiona a Hogan y Planas para evitar recortes en la PAC y sí un reparto más justo de las ayudas

Artigos relacionados

Nacional

1ª mostra “Silves Capital da Laranja” quer destacar e discutir a citricultura deste concelho

A conferência “Laranja XXI”, que vai reunir especialistas nacionais e estrangeiros na área de citricultura, no dia 17 de Fevereiro, um “Concurso Regional de Cocktails“, ao longo do dia 18, ou a “Marcha dos Namorados”, no dia 19, são algumas das propostas da 1ª […]

Nacional

Proposta de Orçamento de Estado para 2018 não responde às muitas necessidades do sector Agro-Florestal  

Esteve hoje em discussão na Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa o Orçamento de Estado de 2018 no que respeita à agricultura florestas e desenvolvimento rural. A discussão veio confirmar que esta a proposta de OE2018 não reforça, de forma significativa, as verbas que vão estar disponíveis para o desenvolvimento da agricultura e da floresta e, […]

Últimas

Syngenta cresce acima do mercado português nos fitofármacos

O mercado nacional de produtos fitofarmacêuticos cresceu 2,6% em 2017, mas a Syngenta superou este resultado, com um crescimento de 10,2%, sustentado pelo bom desempenho dos inseticidas e dos fungicidas. A ambição da empresa é reforçar a sua quota de mercado em Portugal, contando para isso com um pipeline de produtos “revolucionários”. […]