Corteva apoia três mil agricultores portugueses por ano

Corteva apoia três mil agricultores portugueses por ano

Em Portugal, a Corteva é uma das mais importantes empresas no desenvolvimento e comercialização de sementes para as grandes culturas anuais, com destaque para o milho, e também a empresa com maior capacidade de assessoria técnica ao agricultor com o recurso às mais recentes ferramentas digitais. Tem como principal objetivo assessorar os agricultores na sua atividade produtiva, garantir aos consumidores portugueses os melhores produtos e assegurar um futuro de qualidade às gerações vindouras através de uma agricultura sustentável. Em Portugal, a Corteva conta com 24 técnicos especializados que apoiam intervenções numa superfície agrícola superior a 800.000ha. São já mais de três mil agricultores portugueses apoiados pela assessoria técnica da Corteva por ano.
Igor Teslenko, Presidente da Corteva para a Europa, esteve presente este mês na Feira Nacional de Agricultura (FNA) para reforçar o compromisso com o mercado português e afirma que “este é um momento muito importante para a Corteva que acaba de se tornar a primeira empresa mundial 100% agrícola com o portefólio mais inovador da indústria. A FNA é um palco de excelência para a divulgação dos nossos produtos e capacidades, além da partilha de conhecimentos entre especialistas e profissionais do setor agrícola.”

Em Portugal, encontra-se na liderança no desenvolvimento e comercialização de sementes para as grandes culturas anuais, com destaque para o milho, e com a maior capacidade de assessoria técnica ao agricultor. O objetivo a curto prazo é prestar assessoria a mais agricultores na sua atividade produtiva, maximizando o seu rendimento e lucratividade. Em simultâneo, pretende garantir aos consumidores os melhores produtos, assegurando um futuro de qualidade às gerações vindouras através de uma agricultura sustentável com a preocupação de proteger o meio ambiente.

Com o foco no desenvolvimento de uma agricultura sustentável, a empresa está ainda a preparar uma equipa especializada na proteção das plantas, à semelhança da sua equipa técnica dedicada a sementes. Com o início de atividade da nova equipa para a proteção de plantas, a Corteva espera aumentar o número de agricultores com assessoria técnica para um valor a rondar os 5.200 nas diferentes áreas produtivas, com especial destaque para as culturas do milho, vinha e olival.

Recentemente, a Corteva Agriscience concluiu a sua separação da DowDuPont para formar uma sociedade puramente agrícola líder, independente e global. Presente em mais de 140 países, gerou 14 mil milhões de dólares em vendas líquidas em 2018, possui mais de 150 instalações de investigação e desenvolvimento e mais de 65 princípios ativos. “Enquanto nova sociedade agrícola independente, estamos totalmente concentrados num investimento na inovação, de modo a proporcionar um crescimento orgânico das receitas acima do mercado e a aumentar o rendimento do capital investido”, disse Greg Friedman, vice-presidente executivo e diretor financeiro da Corteva Agriscience. “Estamos dentro do prazo do nosso compromisso de obter 1,2 mil milhões de dólares em sinergias de custos até 2021, e temos confiança no nosso plano para ampliar as margens. Igualmente importante é o facto de estarmos comprometidos em devolver capital significativo aos acionistas através de uma combinação de recompras de ações e dividendos”, acrescenta.

O artigo foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior Assunção Cristas elege agricultura e água como prioridades do CDS
Próximo Faça Chuva Faça Sol – T.2 Ep. 12

Artigos relacionados

Nacional

Governo decreta situação de crise energética

[Fonte: Governo] O Conselho de Ministros declarou a situação de crise
energética
, para o período compreendido entre as 23h59 de 9 de
agosto de 2019 e as 23h59 de 21 de agosto de 2019, […]

Nacional

Robôs do campo permitem chegar onde o Homem não consegue

No INESCTEC desenvolve-se tecnologia para facilitar a vida do agricultor. O vinho está na origem de um robô que permite fazer algumas práticas […]

Cotações ES

El descenso del consumo sigue marcando la pauta en los corderos


El final de mes ha marcado la tendencia esta semana en los precios de los corderos. La baja demanda interna empuja a los precios a retroceder de forma generalizada, […]