CAP tem novo Presidente

CAP tem novo Presidente

[Fonte: Vida Rural]

Eduardo Oliveira e Sousa tomou esta semana posse como novo Presidente da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), sucedendo a João Machado, que depois de 18 anos deixa a presidência da associação. Esta nomeação surge na sequência da eleição dos órgãos sociais da organização para o triénio 2017-2020.

Eduardo Oliveira e Sousa é engenheiro agrónomo, empresário agrícola e florestal na região do Ribatejo e entre 2005 e 2008 foi Vice-Presidente da CAP.

O novo Presidente da CAP passou ainda pela direção da ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade (1994 a 2014), sendo atualmente presidente da assembleia geral, diretor e atualmente secretário da assembleia geral do CPM – Clube Português de Monteiros / Associação Nacional de Caça Maior.

O artigo CAP tem novo Presidente foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior Frubaça compra armazém automático vertical à VRC
Próximo Industriais de pasta e papel criticam proibição de plantação de eucalipto

Artigos relacionados

Últimas

Norbrook Laboratories recolhe Vetofol 10 mg/ml emulsão injetável para cães e gatos

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Norbrook Laboratories Ltd. está voluntariamente a recolher – ao nível dos distribuidores por grosso e dos médicos veterinários – todos os lotes do medicamento veterinário Vetofol 10mg/ml emulsão injectável para cães e gatos, de ambas as presentações (5x20ml e 1×50 ml). […]

Últimas

Frio e ausência de precipitação atrasam desenvolvimento de pastagens e culturas forrageiras

[Fonte: Agricultura e Mar]

O desenvolvimento vegetativo dos prados, pastagens e culturas forrageiras atrasou-se em consequência das rigorosas condições meteorológicas do mês de Janeiro (frio e quase ausência de precipitação).

“As chuvas do final do mês fazem perspectivar um rápido retorno aos padrões normais de desenvolvimento das áreas forrageiras, […]

Últimas

65 anos: esta idade já não é para velhos

[Fonte: Jornal económico]

José Lopes da Silva, 80 anos, está reformado há uma década, mas continua a trabalhar na Universidade Técnica de Lisboa, onde chegou a ser reitor no auge da carreira académica. Hoje trabalha três dias por semana, sem ser remunerado, […]