Candidaturas ao Green Project Awards vão até 31 de maio

Candidaturas ao Green Project Awards vão até 31 de maio

[Fonte: Voz do Campo]

As candidaturas para a 11.ª edição Green Project Awards Portugal estão oficialmente abertas até 31 de maio. A plataforma multissetorial, dedicada ao reconhecimento das boas práticas e que distingue os projetos nacionais mais inovadores na área da sustentabilidade em Portugal, está a receber as candidaturas em várias categorias, nomeadamente Agricultura e Floresta.

Esta categoria irá distinguir projetos/ideias que apresentem soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável da Agricultura e da Floresta em Portugal, que contribuam para  a proteção e conservação da sustentabilidade dos processos produtivos, da biodiversidade e dos ecossistemas e respetiva relação com a sociedade mediante objetivos claros de prossecução do aumento da qualidade de vida e de segurança de pessoas e bens, e com enfoque na preservação do ambiente, na economia verde, na inovação social e de acordo com os conceitos orientadores da ação para a transformação digital (indústria 4.0).

Serão ainda valorizadas as candidaturas que apresentem especial preocupação com o aumento da resiliência e eficiência no ordenamento dos territórios, assim como com a capacidade de prevenção e reação aos fenómenos naturais extremos e efeitos das alterações climáticas, numa lógica preventiva, de eficiência dos recursos aplicados e da cooperação entre diversas entidades.

Para além de Agricultura e Floresta, as categorias a concurso na 11ª edição do GPA são Iniciativa Jovem, Inovação e Economia Circular, Inovação Social e Mobilização, Mar, Turismo e Urbes.

Podem concorrer empresas, Organizações Não Governamentais, Associações, Cooperativas, Estabelecimentos de Ensino e Investigação, Administração Pública, Administração Local e Cidadãos a título individual que apresentem projetos, produtos, serviços ou iniciativas que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos. As candidaturas devem ser submetidas até ao dia 31 de maio.

A edição deste ano do Green Project Awards atribuirá ainda quatro prémios especiais, nomeadamente o Prémio GPA-REN Biodiversidade e Florestas e atribuído entre todos os candidatos da categoria Agricultura e Floresta, o Prémio GPA-EGF Inovação e Economia Circular a atribuir ao vencedor da categoria Inovação e Economia Circular e os Prémio GPA-COTEC Indústria 4.0 e Prémio GPA-ANI Born From Knowledge (BfK Award) que serão atribuídos a um dos finalistas de todas as categorias do GPA.

Comente este artigo

O artigo Candidaturas ao Green Project Awards vão até 31 de maio foi publicado originalmente em Voz do Campo

Anterior 500.000 euros y unos 4.200 jornales en trabajos preventivos contra incendios en El Gastor
Próximo IFAP faz formação para pedidos de pagamento do PDR para Grupos Operacionais

Artigos relacionados

Últimas

Apoios à seca alargados aos distritos de Castelo Branco, Guarda Bragança e Setúbal

[Fonte: Agricultura e Mar]
O Ministério da Agricultura decidiu alargar os apoios para captação e fornecimento de água a animais aos distritos de Castelo Branco, Guarda e Bragança, e a parte do distrito de Setúbal, devido à persistência da seca, anunciou Capoulas Santos na sexta-feira, […]

Nacional

Cooperação luso-espanhola essencial para reintroduzir lince na Península Ibérica

[Fonte: Público]

A cooperação entre Portugal e Espanha é “essencial” para a reintrodução e o restabelecimento de lince-ibérico na natureza na Península Ibérica, que são “conciliáveis” com várias actividades, como a caça e a agropecuária, segundo uma associação.

“O trabalho de cooperação e de intercâmbio de conhecimentos e experiências entre Portugal e Espanha, […]

Nacional

Incêndios: Emissões de dióxido de carbono atingiram 4,4 milhões de toneladas até agosto

[Fonte: Jornal económico]

“Uma avaliação preliminar coloca as emissões deste ano em valores próximos dos 4,4 MtCO2eq” (milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente), refere a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), em resposta a questões da agência Lusa sobre os efeitos dos incêndios florestais. […]