Campanha de comercialização do girassol arranca no Alentejo a 385€ a tonelada

Campanha de comercialização do girassol arranca no Alentejo a 385€ a tonelada

[Fonte: Agricultura e Mar - Mercados]

A campanha de comercialização do girassol foi dada por iniciada na semana 35, na área de mercado Alentejo. A cotação mais frequente foi de 385€ por tonelada, o Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, na sua análise semanal de culturas arvenses, palha e cortiça, relativa ao período de 4 a 10 de Setembro.

Quanto à cortiça, na semana em análise, as cotações da cortiça amadia não sofreram alteração, em relação à semana anterior, na área de mercado Trás-os-Montes.

Cortiça – Comércio internacional

Portugal é exportador líquido de cortiça transformada. Contudo, tem que importar cortiça natural porque a produção interna desta matéria prima não satisfaz as necessidades da indústria transformadora. A balança comercial em cortiça e produtos de cortiça é altamente excedentária e nos primeiros 6 meses de 2017, o saldo comercial português em cortiça e produtos de cortiça aumentou 5%, relativamente ao primeiro semestre de 2016. Por cada 1,00€ importado o país exportou 2,67€, de cortiça e produtos de cortiça.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Campanha de comercialização do girassol arranca no Alentejo a 385€ a tonelada foi publicado originalmente em Agricultura e Mar - Mercados

Anterior Juncker plantea un solo presidente de la UE y un superministro económico
Próximo Agricultores finlandeses acusados de fraude de 200 mil euros

Artigos relacionados

Sugeridas

“O objetivo é avançar com a reforma da floresta nos próximos meses”

[Fonte: Gazeta Rural]
 Luís Capoulas Santos mostrou-se satisfeito com a aprovação do projeto de lei da reforma florestal. O ministro da Agricultura, das Florestas e do Desenvolvimento Rural disse numa entrevista na TVI 24 que a reforma das florestas nacionais vai avançar “nos próximos meses”. […]

Últimas

Pedido único de ajudas 2017

O prazo de candidatura ao PU 2017 termina a 15 de maio, sem possibilidade de prorrogação, pelo que a apresentação atempada do pedido é fundamental!
Apresente a sua candidatura o mais cedo possível, evitando os congestionamentos de final de prazo e eventuais penalizações por entrega tardia. […]

Fitofarmacêuticos

Joaquim Cabeça: desafios para a alimentação e agricultura mundiais

[Fonte: Anipla]
A percepção sobre os desafios para a alimentação e agricultura mundiais, dentro e fora do sector.
Portugal é, no espaço europeu, o país que apresenta maior consumo per capita de arroz.
Esta semana falámos com Joaquim Cabeça, da Associação de Orizicultores de Portugal (AOP), […]