Câmara de Boticas diz que Feira Gastronómica do Porco “expetativas foram superadas”

Câmara de Boticas diz que Feira Gastronómica do Porco “expetativas foram superadas”

[Fonte: Gazeta Rural]

SONY DSC

Câmara de Boticas diz que Feira Gastronómica do Porco “expetativas foram superadas”

Terminada a XXI Feira Gastronómica do Porco, edição em que passaram pela vila e Concelho de Boticas milhares de visitantes, o Presidente da Câmara Municipal, Fernando Queiroga, mostrou a sua satisfação pelo sucesso alcançado na realização deste certame, um dos mais importantes eventos organizados no Alto Tâmega e que abre uma série de feiras do fumeiro da região norte, “daí as responsabilidades acrescidas no que diz respeito à promoção e divulgação do que de melhor há e se faz no Alto Tâmega”, disse o edil.

Fernando Queiroga referiu que “as expetativas foram, mais uma vez, superadas. A Feira do Porco foi um sucesso, cumprimos todas as metas e objetivos estipulados muito graças à boa organização, mas sobretudo ao empenhamento dos produtores em manter a excelente qualidade dos produtos apresentados e comercializados durante todo o evento”.

“Continuamos a apoiar e incentivar os nossos munícipes a apostarem na agricultura e pecuária, que nos permite, em primeiro lugar, fixar população e, em segundo, gerar mais riqueza e dinâmica no Concelho de Boticas”, destacou o autarca.

Fernando Queiroga referiu ainda que “finda mais uma edição da feira é tempo de começar já a preparar e a trabalhar na próxima, pois só assim se consegue elevar o patamar de qualidade e excelência deste evento gastronómico”.

No final do dia de domingo, numa breve ronda pelos stands constatou-se que pouco ou nada restou de um ano de trabalho árduo. O sentimento de dever cumprido e de sucesso era comum a todos os produtores pois, à semelhança do que aconteceu no ano anterior, escoaram praticamente tudo.

“No sábado já tínhamos vendido praticamente todas as chouriças, salpicões, alheiras e presunto. Ficaram apenas algumas peças da barriga, mas pouco mesmo. Foi, sem dúvida, uma feira muito produtiva e rentável”, disse Rosa Rodrigo.

A produtora de fumeiro afirmou ainda que “no próximo ano vou trazer mais produto para vender, porque as quantidades que faço já não são suficientes para tanta procura”.

Também Maria José Fernandes confirmou que “a feira correu muito bem, aliás, não poderia correr melhor, pois vendi tudo. Esta é uma atividade que dá muito trabalho, mas no final é uma satisfação ver os cestos todos vazios. Desde que participo tenho vindo a aumentar a quantidade de fumeiro que trago para venda e o próximo ano não vai ser exceção”.

Domingos Baía, outro produtor local, referiu que “as vendas foram muito boas pois vendi praticamente tudo, mas aquilo que me deixa mais satisfeito é constatar que já tenho clientes fixos que todos os anos vêm de propósito para comprar o meu produto”.

A Feira do Porco é apenas uma amostra da vasta riqueza gastronómica, cultural, natural e paisagística, atestada com a recente distinção do Barroso como Património Agrícola Mundial, existente um pouco por todo o Município de Boticas.

“Atrevo-me a dizer que quem vem a Boticas uma vez fica com vontade de voltar e isso deixa-me extremamente feliz e satisfeito porque é a garantia de que o nosso trabalho dá frutos”, concluiu o Presidente da Câmara.

Animação

A 21ª edição da Feira Gastronómica do Porco pautou-se além da componente gastronómica e de venda de fumeiro, pela aposta animação tanto no interior, como no exterior do recinto.

Durante os três dias todos aqueles que visitaram a feira puderam assistir às atuações de grupos de música tradicional vindos de vários pontos da região.

O Grupo de Cantares da Associação Recreativa, Desportiva e Cultural da Serra do Leiranco – Sapiãos foi o anfitrião da festa ao abrir o primeiro dia do evento, sexta-feira, dia 11 de janeiro. O resto da noite foi animada pela banda “Os Lordes”.

No dia de sábado, 12 de janeiro, a animação ficou a cargo das concertinas com as atuações do “Grupo Tradicional de Ventuzelos”, “Os Amigos do Borguinha”, “Às da Concertina e Alunos” e ainda do grupo “Os Amigos da Sobreposta”.

No último dia, domingo, além da animação no interior no pavilhão pela “Banda da Malta”, o Largo da Nossa Senhora da Livração recebeu, pelo sétimo ano consecutivo, o programa da TVI “Somos Portugal”.

A animação da XXI Feira Gastronómica do Porco afirmou-se ainda pela realização das afamadas “Chegas de Bois”, um dos mais antigos costumes existentes no Concelho Barrosão.

A tradição voltou assim a cumprir-se e a fazer as delícias dos milhares de aficionados que se deslocaram até Boticas durante o certame.

Comente este artigo

O artigo Câmara de Boticas diz que Feira Gastronómica do Porco “expetativas foram superadas” foi publicado originalmente em Gazeta Rural

Anterior Festival da Enguia da Lagoa de Santo André apresenta iguaria de excelência
Próximo Maior evento nacional de fotografia de natureza realiza-se de 25 a 27 de Janeiro em Vouzela

Artigos relacionados

Nacional

Descarbonização não se vai resolver através dos bovinos – Capoulas Santos

[Fonte: Porto Canal]
12-12-2018 11:28 | Política
Lisboa, 12 dez (Lusa) — O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, garantiu hoje, no parlamento, que a redução da produção da carne de bovino não é a resposta para a descarbonização global. […]

Últimas

Alqueva garante o reforço de água a todos os perímetros de rega confinantes,mas há regras a cumprir

A Reserva de água que hoje existe em Alqueva é suficiente para mais dois anos sem afluências significativas e capaz de responder às necessidades agrícolas e de abastecimento público na sua área de influência.
Contrariamente ao que tem vindo a público, o Projeto de Alqueva tem capacidade para satisfazer TODAS as necessidades de água para a agricultura na região equipada pelo sistema, […]

Dossiers

Un aumento de la demanda tira de los precios del aceite al alza

[Fonte: Agropopular – Cotações]

Según fuentes de Oleoestepa, predominaron las subidas en los precios durante la semana pasada como consecuencia del aumento de la demanda existente en el mercado nacional. Dichas fuentes señalan que en el caso de los aceites vírgenes extra se cerraron operaciones a 2.800 euros (frente a los 2.750 euros de la semana anterior), […]