BE quer mudar estrutura governamental para juntar prevenção e combate

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu a necessidade de mudar a estrutura governamental para juntar a prevenção ao combate aos incêndios, esperando que o Governo “tire responsabilidades” no Conselho de Ministros de sábado.

“Eu julgo que é difícil alterarmos o paradigma de protecção civil e de defesa da floresta sem mexermos na estrutura governativa”, disse Catarina Martins numa conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa, e depois de uma reunião com Joaquim Sande Silva, especialista independente nomeado pela Assembleia da República por indicação do Bloco de Esquerda para a Comissão Técnica Independente que analisou os incêndios na região Centro.

A coordenadora do BE foi peremptória: “eu espero que o Governo tire responsabilidades no próximo sábado [dia do Conselho de Ministros]. Não me passa pela outra coisa”.

“Senão alterarmos a estrutura, não será por alterarmos um ou outro responsável que vamos ter o problema resolvido”, respondeu quando questionada sobre as condições para ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, continuar no cargo.

Catarina Martins explicou assim que é necessário “mudar a estrutura governamental” para se “ter prevenção de incêndios – prevenção na floresta e prevenção quotidiana – e combate a incêndios com uma hierarquia mais clara, com mais profissionalização de meios e com mais capacidade de sensibilização da população”.

Comente este artigo
Anterior Diminuição da produção de renovável faz aumentar preço da eletricidade no mercado grossista
Próximo Crédito Agrícola apoia a exportação nacional na maior feira internacional de hortofruticultura