BE anuncia acordo com Governo para contenção do eucalipto e arrendamento compulsivo

Lisboa, 28 jun (Lusa) – O deputado do BE Pedro Soares anunciou hoje que os bloquistas chegaram a acordo com o Governo em matérias da reforma florestal, que passam pela revogação da “lei de liberalização do eucalipto” e “arrendamento compulsivo de terras abandonadas”.

De acordo com Pedro Soares, que no parlamento confirmou aos jornalistas a notícia avançada pela TSF, há condições para aprovar nova legislação florestal “até ao final da sessão legislativa”: “O país exige que haja esse esforço da Assembleia da República”.

Sublinhando que “o Governo tem uma margem significativa com as propostas sobre a floresta que o BE apresentou” e que se encontram na comissão parlamentar de Agricultura, devendo ser votadas em votação final global a 19 de julho, o deputado afirmou que acordo versa sobre o regime da florestação e o ordenamento da floresta.

“Não queremos diabolizar o eucalipto, mas queremos que haja uma floresta ordenada e isso não é compatível com a atual lei do regime de florestação, da ex-ministra Assunção Cristas. O caminho será o da revogação da lei que ficou conhecida por lei da liberalização do eucalipto”, argumentou.

Por outro lado, “o arrendamento compulsivo das terras abandonadas é uma questão fundamental no sentido de poder criar espaços de ordenamento da floresta suficientemente amplos, que tenham uma boa gestão”, através das unidades de gestão florestal ou do banco de terras.

“Todo este processo é de valorização da floresta, de valorização da pequena propriedade, gerindo-a em coletivo, introduzindo também uma maior intervenção do Estado”, defendeu, apontando que, atualmente, há uma “gestão caótica”, com “cerca de 12 a 13 milhões de parcelas florestais”.

As medidas, ao darem escala e gestão às parcelas, “visam que os proprietários obtenham maiores rendimentos, que tenham mais capacidade negocial” com as empresas a quem vendem os produtos, como as celuloses.

Pedro Soares frisou que estas medidas vão “implicar reforço de meios, reforço de investimento do Estado, que é coisa que não tem havido”.

ACL // JNM

Lusa/Fim

O post BE anuncia acordo com Governo para contenção do eucalipto e arrendamento compulsivo aparece primeiro no REDATOR.

Comente este artigo
Anterior Acuerdo para cambiar la normativa comunitaria sobre agricultura ecológica
Próximo Candidatos do PSD do distrito de Coimbra querem entidade gestora do rio Mondego

Artigos relacionados

Nacional

Pera portuguesa ruma a Paris para conquistar novos consumidores

[Fonte: Vida Rural]

A Pera Rocha do Oeste é a protagonista de uma campanha publicitária que entre os dias 10 e 16 de abril vai marcar presença em 360 outdoors espalhados por Paris. A iniciativa da Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha (ANP) pretende “aproximar o consumidor francês desta fruta portuguesa”,  […]

Nacional

Estudo da Fenareg: são necessários 1.700 M€ de investimento no regadio até 2027

[Fonte: Agricultura e Mar]

Estudo dos regantes vai ser apresentado aos candidatos portugueses ao Parlamento Europeu, estimando que serão necessários 1.700 milhões de euros de investimento no sector do regadio em Portugal até 2027.

A Fenareg — Federação Nacional de Regantes de Portugal diz que as futuras políticas europeias de apoio ao investimento em regadio devem “incentivar os agricultores a atingir metas ainda mais ambiciosas de eficiência do uso da água e não centrar os esforços no “corte cego” […]

Últimas

Risco de incêndio volta a aumentar até quarta-feira

O “tempo quente e seco”, previsto para a próxima semana, oferece as “condições favoráveis à ocorrência e propagação de incêndios florestais”, alertou hoje a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Também o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alerta que o risco de incêndio volta a aumentar a partir de hoje e permanecerá […]