Bacillus subtilis autorizado como aditivo em alimentos para porcas, leitões e cães

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Comissão Europeia autorizou uma nova utilização da preparação de Bacillus subtilis C-3102 (DSM 15544) como aditivo em alimentos para porcas, leitões não desmamados e cães. O detentor da autorização é a Asahi Calpis Wellness Co. Ltd.

Refere o Regulamento de Execução 2017/2312 de 14 de Dezembro de 2017, que foram apresentados pedidos para uma nova utilização da preparação de Bacillus subtilis C-3102 (DSM 15544). Os referidos pedidos foram acompanhados dos dados e documentos exigidos.

Os pedidos referem-se à autorização de uma nova utilização da preparação de Bacillus subtilis C-3102 (DSM 15544) como aditivo em alimentos para porcas, leitões desmamados e cães, a classificar na categoria de aditivos designada por “aditivos zootécnicos”.

Autorizada para frangos

Aquela, que pertence à categoria dos aditivos zootécnicos, foi autorizada por dez anos como aditivo em alimentos para frangos de engorda pelo Regulamento (CE) n.o 1444/2006 da Comissão, para leitões desmamados pelo Regulamento (UE) n.o 333/2010 da Comissão, para frangas para postura, perus, espécies aviárias menores e outras aves ornamentais e de caça pelo Regulamento (UE) n.o 184/2011 da Comissão e para galinhas poedeiras e peixes ornamentais pelo Regulamento de Execução (UE) 2016/897 da Comissão.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos concluiu, nos seus pareceres de 21 de Março de 2017, que a preparação de Bacillus subtilis C-3102 (DSM 15544), nas condições de utilização propostas, não tem efeitos adversos na saúde animal, na saúde humana nem no ambiente.

Concluiu igualmente que o aditivo tem potencial para melhorar os parâmetros de desempenho zootécnico de porcas e leitões não desmamados e para aumentar a matéria fecal seca em cães. A Autoridade considera que não é necessário estabelecer requisitos específicos de monitorização pós-comercialização.

Pode consultar o documento completo aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

Receba este artigo na Newsletter do Agroportal

O artigo Bacillus subtilis autorizado como aditivo em alimentos para porcas, leitões e cães foi publicado originalmente em Agricultura e Mar

Anterior IFAP esclarece disciplina financeira para pagamentos directos superiores a 2 mil euros
Próximo Reportagem . Encontro Produtores de Mirtilo

Artigos relacionados

Nacional

PortugalVentures investe em startup que desenvolve tecnologia para agropecuária

[Fonte: Vida Rural]
A Portugal Ventures, sociedade de capital de risco, investiu na Farmcontrol, startup nacional que oferece soluções tecnológicas para a medição e controlo das principais variáveis que influenciam a produção agropecuária.
O investimento da sociedade de capital de risco na startup deverá […]

Nacional

Açores criam apoio à certificação FSC para empresas da fileira da madeira

[Fonte: Agricultura e Mar]
O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou hoje, 22 de Janeiro, que o Governo dos Açores vai criar um programa para apoiar financeiramente as empresas ligadas à fileira da madeira que apostem na certificação internacional FSC (Forest Stewardship Council). […]

Nacional

Desde o ano 2000, incêndios tiveram custos sociais de 6,6 mil milhões de euros

[Fonte: Público]

Há um gráfico que vale a pena ver com atenção no relatório da Comissão Técnica Independente ao incêndio de Pedrógão Grande. Está na página 192 e chama-se: “Custo social dos incêndios em Portugal entre 2000 e 2016”. […]