Associação Transumância e Natureza sugere aposta em floresta resiliente ao fogo

Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda, 23 jun (Lusa) – A Associação Transumância e Natureza (ATN), com sede em Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda, defendeu hoje “uma nova política florestal que invista numa floresta diversificada, resiliente ao fogo e caracterizada por espécies autóctones”.

Comente este artigo
Anterior Suinicultores lançam no Cartaxo carne certificada de "qualidade superior"
Próximo Un foro de Efeagro analiza en Valencia la realidad de la sostenibilidad en el sector

Artigos relacionados

Nacional

Ovibeja 2019 centrada nas alterações climáticas

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Começa amanhã, dia 24, a 36.ª edição da Ovibeja, que se estende até domingo, dia 28 de Abril, e cujo tema central será os impactos dos fenómenos extremos do clima, as suas consequências para a agricultura e o papel dos agricultores como guardiões da biodiversidade. […]

Últimas

Governo dos Açores defende plano estratégico próprio para a próxima PAC

[Fonte: Agricultura e Mar]

O director Regional do Desenvolvimento Rural dos Açores defendeu, em Bruxelas, que os Açores, enquanto região ultra-periférica e com especificidades próprias, devem ter um Plano Estratégico Regional na próxima Política Agrícola Comum (PAC), apesar da proposta da Comissão Europeia prever apenas um Plano Estratégico por Estado-membro. […]

Últimas

Vem aí a terceira revolução agrícola?

[Fonte: Vida Rural]
Depois de um século marcado pelo desenvolvimento da mecanização agrícola, a agricultura prepara-se para entrar numa nova era com a introdução de tecnologias de automação e robotização. Menos agroquímicos e maior produtividade deverão ser os ganhos nesta ‘terceira revolução agrícola’. […]