Açores. João Ponte: “não faz sentido subsidiar abate de vacas leiteiras”

[Fonte: Agricultura e Mar]

O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, 22 de Abril, em São Miguel, que o abate de bovinos nos Açores é uma decisão individual de cada produtor.

No que diz respeito à criação de subsídios públicos para o abate, João Ponte salientou que, “para o Governo Regional, não faz sentido pagar para reduzir os efectivos bovinos nas explorações leiteiras”, alegando que não cabe ao Executivo subsidiar o abate de bovinos, salvo em questões sanitárias.

O governante, que falava à margem de uma reunião com o presidente da Federação Agrícola dos Açores, referiu que este tipo de decisão compete, como sempre competiu, a cada agricultor, retirando o mesmo o rendimento originado pela carcaça e dependendo da gestão que faz e do contrato de produção de leite com a respectiva indústria.

Explorações abatem entre 18% a 22% do total de vacas

Além disso, João Ponte revelou que, anualmente, todas as explorações abatem entre 18% a 22% do total de vacas leiteiras para renovação normal do seu efectivo.

Apesar da posição do Governo Regional, João Ponte destacou que tal não impede que estejam a ser trabalhadas, em conjunto com a Federação Agrícola dos Açores, medidas no âmbito das propostas de alteração que serão apresentadas para o POSEI 2020, que permitem reduzir o número de vacas leiteiras, mantendo-se, contudo, o mesmo nível de apoio comunitário.

Reduzir efectivo até 20%

“O que está em cima da mesa neste momento é a possibilidade de se reduzir até 20% do efectivo, mantendo-se os mesmos montantes da ajuda à vaca leiteira e prémio aos produtores de leite”, afirmou João Ponte, acrescentando que a proposta já foi apresentada à Unidade de Gestão do POSEI, da Comissão Europeia, que manifestou total abertura à concretização desta proposta, que produzirá efeito a 1 de Janeiro de 2020.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Açores. João Ponte: “não faz sentido subsidiar abate de vacas leiteiras” foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior CDS-PP propõe apoios aos agricultores para atenuar efeitos da seca
Próximo Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 15 a 21 Abril 2019

Artigos relacionados

Nacional

Angola não está a progredir na agricultura

[Fonte: Vida Rural]

A comissária para a Economia Rural e Agricultura da União Africana, a angolana Josefa Sacko, afirmou que Angola é dos países do continente que não está a progredir em termos de desenvolvimento agrícola. De acordo com o Jornal de Angola, […]

Nacional

Deputados do PSD criticam governo do PS por atrasos nos apoios para a vinha

[Fonte: Radio Ansiães]
Foram 14, os deputados do PSD que andaram pelo Douro durante dois dias para constatar no terreno as virtudes e as necessidades da região. E se encontraram muitos aspetos positivos, também ouviram muitas críticas.
Nuno Serra, vice-presidente da bancada parlamentar do PSD, […]

Nacional

Estudantes de Engenharia Florestal organizam Workshop sobre Caça

[Fonte: Voz do Campo]
A Associação de Estudantes de Engenharia Florestal da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro realiza um Workshop de Caça, no dia 25 de maio, com o tema “Uma nova visão sobre a caça”.
Esta iniciativa pretende expor ao público a situação da caça em Portugal, […]