Acção de demonstração do projecto MaisSolo

Acção de demonstração do projecto MaisSolo

[Fonte: ffl revista]

Na manhã do dia 20 de Fevereiro, realiza-se na Golegã uma acção de demonstração sobre o projecto MaisSolo, que tem como objectivo principal a «melhoria da gestão dos sistemas agrícolas e florestais». O evento terá lugar nas instalações da Agrotejo, situadas no Largo da Imaculada Conceição.

O grupo operacional MaisSolo decorre no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020). Teve início a 2 de Janeiro de 2017 e termina a 20 de Junho de 2020.

Este projecto tem como foco os «difíceis problemas fitossanitários» existentes nos sistemas agrícolas que assentam em monocultura para fins industriais, com o eventual agravamento pela retirada de substâncias activas do mercado. Assim, no MaisSolo «pretende-se desenvolver e aplicar tecnologias alternativas à luta química, nomeadamente desenvolver um novo produto, que será utilizado nas culturas de cobertura ou em sucessão, constituído por misturas de sementes inoculadas com microorganismos benéficos e associado a tecnologias a desenvolver como a biofumigação, plantas developer e luta biológica». «Estas técnicas permitirão retirar tratamentos muito tóxicos, com consequente estabelecimento de espécies de microrganismos que, quando presentes no ambiente rizosférico, protegem as plantas do ataque dos agentes patogénicos.»

O grupo operacional criado para este efeito integra a Escola Superior de Agricultura de Santarém (ESAS) do Instituto Politécnico de Santarém, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (Iniav), a Agromais, a Torriba, o Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional (Cothn), a Sociedade Agrícola da Herdade das Malhadinhas, a Sociedade Agrícola São João de Brito e a Fertiprado. Pode obter mais informações sobre o evento aqui.

Comente este artigo

O artigo Acção de demonstração do projecto MaisSolo foi publicado originalmente em ffl revista

Anterior BE faz 14 recomendações ao Governo para desenvolver fileira da castanha
Próximo Enfado y rechazo al aumento del 123% de la cuota de los viticultores al Consejo de Ribera del Duero

Artigos relacionados

Últimas

Área ardida este ano 12 vezes superior ao mesmo período de 2016

Os incêndios florestais consumiram até 15 de junho 15.184 hectares, uma área ardida quase 12 vezes superior ao mesmo período de 2016, revelou esta segunda-feira o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Comente este artigo […]

Últimas

Syngenta cresce acima do mercado português nos fitofármacos

[Fonte: Agricultura e Mar]
O mercado nacional de produtos fitofarmacêuticos cresceu 2,6% em 2017, mas a Syngenta superou este resultado, com um crescimento de 10,2%, sustentado pelo bom desempenho dos insecticidas e dos fungicidas.
A ambição da empresa é reforçar a sua quota de mercado em Portugal, […]

Últimas

Especialistas apresentam Medidas de Prevenção à Sinistralidade com Tratores

[Fonte: Voz do Campo]
Especialistas do setor apresentam Medidas de Prevenção à Sinistralidade com Tratores, principal causa de morte no trabalho agrícola
A CONFAGRI realiza hoje (24 de novembro) uma sessão de esclarecimento com agricultores em Trancoso, onde profissionais e técnicos do setor agrícola irão alertar para os riscos inerentes à […]